sexta-feira, 24 de julho de 2009

Um vizinho muito louco:


Prólogo

Eu odeio acordar cedo, apesar de ter que fazer o sacrifício todos os dias para ir à escola. Ou seja, acordo às seis da manhã de segunda a sexta, pontualmente e sem reclamar. A única coisa que gostaria de ganhar em troca de todo esse sofrimento semanal matinal, era poder dormir até – pelo menos – as dez sem interrupções e sem barulho. O que é muito justo, certo?

Minha querida mãe psicótica concordou com esse meu pedido, desde que ela pudesse entrar no meu quarto a hora que quisesse depois das sete, desligar meu ventilador, meu abajur, gritar pela casa, e me acordar pontualmente as dez sem reclamações da minha parte. Eu, que não tinha escolha, aceitei as condições desde que eu não fosse acordada nem por telefone, água (meu irmão sempre me acorda com água), e muito menos música.

Quando nós morávamos em Angra, minha mãe respeitava todas as condições, já que meu quarto era no andar de cima e minha mãe passava a manhã inteira na cozinha, que era no andar de baixo, assim ela não me acordava com seus gritos. Meu quarto era relativamente longe do telefone, o que não me fazia acordar com o barulho do mesmo. E não tínhamos vizinhos problemáticos que ligavam o som antes das dez. Assim, eu acordava todos os finais de semana bem humorada e feliz.

O problema é que nós não moramos mais em Angra, e além de todos os sacrifícios da mudança, ganhamos de brinde um vizinho, digamos, meio louco.

Meu querido (ARGH) vizinho danadinho, além de ter o seu quarto estrategicamente de baixo do meu e de gostar de pular e cantar (muito mal, por sinal) criou uma maneira muito eficaz de conseguir me acordar todos os finais de semana às oito da manhã, perturbar as minhas tardes e não me deixar dormir a noite. O que deixa minha mãe radiante, e eu mal humorada.

As Manhãs:

Ele acorda sete horas da manhã todo final de semana. Abre a janela, liga o som na maior altura, dança, canta, grita, pula, e corre pela casa. Já que eu tenho sono MUITO leve, acabo acordando com sua festinha matinal particular, faço o meu ritual (dou gritos, bato com o travesseiro na janela, me cubro com o cobertor até faltar o ar e etc.), sou vencida pelo cansaço e acabo acordando. Vou ao banheiro, e quando volto, ele desligou a música.

Grau de incomodo: 10.

Já que ele destrói todo o acordo que sofri tanto para fazer com a minha mãe, me fazendo acordar cedo, prejudicando meu crescimento, minha capacidade física e meu raciocínio.

As Tardes:

Ele é apaixonado por reggae, o que faz com que ele pule (que nem o Armandinho, já viu?), cante com um sotaque bizarro, e corra pela casa dando uns gritos de guerra frenéticos, com direito a batuques na janela, danças estranhas pelo quintal enquanto lava roupa. Sem contar que ele acaba com a água da caixa todos os dias. Fazendo eu não ter água para tomar banho à noite.

Grau de incomodo: 7.

Já que a tarde eu normalmente estou no curso, ou na internet.

As Noites:

Ele estuda a noite, então, esse horário é o mais calmo do dia. O único problema que ele causa a essa hora, é a água. Já que ele acaba com ela a tarde, e a noite, quando ele precisa ligar a bomba para eu tomar banho, ele não está.

Grau de incomodo: 5.

Quando isso acontece, eu tomo banho de manhã. Apesar de eu detestar, me deixa bem ligadona e com coragem para ir a pé à escola.

A Madrugada:
Ele chega da escola mais ou menos as onze, estrategicamente no horário que eu vou dormir. Tudo seria maravilhoso se ele chegasse em casa e fosse direto caçar uma cama para descansar, já que perturbou a vida dos outros o dia inteiro. Mas, para a minha desgraça, não é isso que ele faz, muito pelo contrário: Ele quer ver FILME, e para piorar, na TV do seu quarto, que como eu já disse, fica estrategicamente em baixo do meu. A TV fica mais ou menos no último volume, recheada com gargalhadas espalhafatosas, e cantoria junto com a trilha sonora dos filmes.

Grau de incomodo: 10.

Já que eu preciso acordar as seis, todos os dias. Detalhe, o filme só acaba lá pelas três da madrugada.


COMO RESOLVO ESSE PROBLEMA?

16 comentários:

Ph! disse...

Compre um som mais alto que o dele, descubra a música que ele mais odeio acorde mais cedo e ponha no ultimo volume. Acabe com a água antes dele acabar. VAI DAR CERTO. Já tive vizinhos assim.

Bertonie disse...

VOCÊ NÃO VALE NADA MAIS EU GOSTO DE VOCÊ todo dia, às 2 da manhã, em 22 mil volts. Ele vai A-DO-RAR :D

Marina Melow disse...

Nossa, que situação.
Sabe, final de semana é brabo aqui em casa, os ùnicos dias que tenho pra acordar cedo, porém minha mãe não trabalha e acorda cedo, e me acorda também, ela vai pra cozinha que fica perto do meu quarto e o lugar onde as pessoas da casa resolvem se "confraternizarem", sem contar que minha mãe fala muito e alto! Aaah, mas agora to de férias, tenho que aproveitar esses minutos de silêncio...


beijos!

Ágatha Alves disse...

realmente eu n tenho ideia, nunca passei por isso, só anigamente quando meu vizinho tava iciado em forró e colocava em somalto as 10 da manhã...
mais nossa flor que vizinho é esse???
primeiro vamos ser sensatos
va conversar com ele
afinal se vc mora em cima da casa dele tem que ter um acordo...
´melhor conversar
boa sorte
beijos

Marcel Hartmann disse...

Quando ele estiver com música alta ou vendo filme, vai lá e reclama civilizadamente pra ele, dizendo que é muito ruim pra ti quando ele deixa o volume muito alto, e que provavelmente ele não gostaria que tu fizesse o mesmo com ele. Tu vai pegar ele no flagra, então ele não vai poder usar a desculpa de, 'ah, mas nem é tão seguido', porque ele vai tá agindo errado no momento e vai ficar sem jeito.
Só falar de um jeito legal sem parecer que tu é a dona da razão que ele vai entender, as pessoas têm que achar que têm o poder pra fazer as coisas que a gente quer (nesse caso ele vai achar que é o poderoso porque ele que tem o poder de regular o volume, e então, é uma pessoa boa por ter o poder e te ajudar, baixando o volume. Entendeu?).
Beijo!

Sam disse...

Acho que uma morte rápida e indolor seria muito eficiente.

Ou adote a ideia do som super potente. Ou, então, vá até a casa dele e peça com aquela carinha de gato do Shrek que vc precisa, encarecidamente, dormir. O risco é achar que isso é uma cantada.

Bom, tente. Não pode piorar mais.

Beijos

Monique Lôbo disse...

A ovelha desgarrada voltou! rsrsrsrs!
Oi Ulli, bom acho que a dica da Sam é bem eficaz! Mas infelizmente pode trazer algumas consequencias indesejaveis como por exemplo a prisão. Sendo assim tenho dois conselhos, talvez um deles possa lhe servir. O primeiro ja foi dito pelo pessoal, vai lá na maior civilidade, engole e raiva e educadamente peça a ele que respeite seus horários, explique seus motivos e reze que ele seja uma pessoa compreensiva. O segundo é mais legal, meio vingancinha, quando ele for dormir (pelo que li depois das tres da matina) scanei ele tb, ligue o som, bata com o cabo da vassoura no chão do quarto, faça ele sentir o que você senti, depois converse com ele, faça um acordo para que os dois possam dormir bem!
Boa sorte!!

Bjãoo

Gabriella Chame. disse...

asuhaushaushasuashu coitaada!Compra um som mais alto e um cd do Angra...num vai ter pra ngm!

Annah. disse...

amei o blog.
vo acompanhar
passa no meu?
e se gostar acompanha tambem!
beijos

http://annah528.blogspot.com/

Ulli disse...

Galera, fiz a minha vingança. MUAHAHA
Vou postar aqui (6)

Aninha Leme disse...

huahauhauahu
nossa, só um tosco poderia soltar pipa com a boca aberta! tomara que um passarinho cague lá dentro.

beijos

Thiago Laurent. disse...

UAL, que azar DDD':
Realmente, esse é um vizinho BEM desgraçado, aff. põe um boa noite cinderela no copo dele antes de ele chegar na escola e pronto (:

Merikol Du'arte disse...

Olá guri e gurias.

Entrei aqui meio sem querer e gostei muito do que li. COntinuem resmungando, "botando a boca no trombone".

Expressem-se em um de meus blogs: http://cultural-mente.blogspot.com

Abraços.

Susi, a Filha do Rei disse...

Bertonie,valeu a visita. Quanto a vizinho barulhnto, tenho um que há oitoanos ou mais sofre de sindrome da construção, Há todo ese tempo ele martela às 8:30 da manhã logo que chega do serviço e você acorda...Aí a tarde vc fala, vou tirar um cochilo, impossivel ele toda a tarde começa a martelar novamente. Haja saco! Da próxima vez vê e atinge seu alvo rs. bj

, pequena notável # disse...

Ainda bem que não tenho vizinhos por perto. --'

Daniel Savio disse...

Aff, tentou substitui-lo por um alien bozinho?

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de maldade e verdade.

Fiquem com Deus, menina Ulli e galera.
Um abraço.