quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Porta malas

Olá meninada!
Quero começar este porta malas desejando um feliz ano novo atrasado para todos vocês e informando que hoje estou com um duvidoso bom humor! Então não vou pegar pesado nas minhas criticas. Afinal, eu nunca pego pesado!
O enche malas e hoje vai deixar Thiago emocionado, sim? ^^
Enche mala: Nação vulgar.
"Brasil, nosso querido pais verde amarelo, que abriga o pulmão do mundo, que tem a maior diversidade de animais em nossas florestas tropicais, enormes plantações de café, açulcar, maconha, manga e muito mais, e que também é conhecida exteriormente pela terra que abriga enormes e lindas bundas! Claro! Somos uma população de bundas ambulantes muito conhecidas!
Vários países apreciam nossos cantores ("Hum... Essas bundas cantam muito bem."), nossa culinária ("Nossa! Foi preparado por aquela bunda preta?"), nossa arte ("O que é isso? Parece uma bunda"), etc."
Não é revoltante pensar assim(Claro, as pessoas mais desprovidas de bunda devem estar enfurecidas)? Pois é... Essa é a visão que tem de nós, graça a cultura pobre e vulgar criada por uns poucos que extrapolam as barreiras da ética e da moral, tornando-se vulgares, tendo orgulho pela vulgaridade e ainda espalhando essa visão tão miserável para todo o mundo.
Se estão pensando que os grupos vulgares se localizam especialmente na favela ou em lugares pobres, estejam muitíssimos enganados! Na verdade as pessoas mais pobres são as piores vitimas! Que tentam se segurar como podem e as vezes nem conseguem.
Quem cria, expande e publica a massa de cultura pobre e inútil, tem que ter dinheiro pra fazer isso, entende? E quem não tem escolha, quem não recebeu a devida educação, quem não conhece os horizontes e os limites entre o aceitável e o inaceitavel, por terem sidos criados dentro de toda a cultura vulgar, vai por lógica seguir os costumes vulgares! Para se divertir, para conseguir dinheiro... Por "N" motivos!
Seria necessário uma consientização da população (muito dicifil), sobre a real cultura e a vulgaridade.
Não critico também as origens da cultura que são empregados a essas populações vulneráveis, porque sei a quantidade e a qualidade dos trabalhos sérios que existem nessas áreas. Mas peço encarecidamente (de novo, de novo e de novo) que vocês leitores façam a sua parte! Espalhem por onde puderem a mensagem correta sobre a cultura rica, para tentar amaciar a população. Parece pouco, mas "cada palavra é uma semente, que se semeada corretamente gera uma bela árvore, que gera lindos frutos que vão continuar o seu trabalho" (cara, falei bonito *-* ).

Termino assim esse porta porta-malas que não esta com cara de reclamação (ó.ò), e sim cara de texto para tentar salvar a honra e a dignidade de nossa "querida" nação.
Ai ai... Qualquer dia desses eu escrevo uma reclamação decente.

3 comentários:

susan soares disse...

aah, abriu a mala e abriu muito beem!
e sim, isso foi uma reclamação, creio que para a mídia vulgar desse país, neh?

Mt bom texto, vc escreve mt beem...

bjokas da suh

tudiiiboom!

Sam disse...

Muito booom, Joana!

O fato que a tal da vugaridade do Brasil tem, infelizmente, raiz histórica. Nós somos uma nação "sem pai", pq não contamos com muita ajuda de Portugal para desenvolvermo-nos e também, nossos antepassados não demonstraram aquela força de vontade que cidadãos de outros países tiveram para tornar sua nação independente. Perto da independência dos EUA, por exemplo, a nossa não passou de uma brincadeira de criança...

Nossa imagem tb é denegrida por meio da imagem das "personalidades" do nosso país. O que vc esperaria, por exemplo, de um país onde o imperador se preocupava mais com "putarias" (tanto que morreu de sifílis) do que com o próprio país? Nós sabemos que não foi bem assim, mas os caras lá de fora assim pensavam, fazer o quê!

E como diria Cazuza "grande pátria desimportante, em nenhum instante eu vou te trair"

Maaas, eu amo esse Brazilsão de Deus e não é meia duzia de gringo falando que nós somos a nação do futebol-carnaval-e-mulher-pelada que vai me tirar este sentimento!

Beijos e ótima reclamação!

Conde Vlad Drakuléa disse...

Seria exigir demais de um povo inculto que acha engraçado votar em um malandro mal-intencionado para a chefia do Executivo, aliás, não só o Executivo, como o Legislativo e o Judiciário também estão cheios de mariscos e outros crustáceos... Argh, já peguei até alergia à frutos do mar... Se o tirano "garrafa azul Médici" tivesse lançado um programa como esse bolsa-família, (milhões de malandros já não trabalham propositalmente apenas para serem sustentados pela esmola do governo) era capaz dos milicos estarem até hoje no púdê! Já declarei até em jornal, meu voto é nulo, não acredito mais que votar possa mudar algo, pois todos esses presidentes, de Sirney ao mensalônico molusco provaram por A+B que De Gaulle estava correto quando disse: "E desde quando o Brasil é um país?" E querida Sam estás se referindo ao Pedro I correto? Discordo se for em relação ao Pedro II, deves ter se equivocado em relação a essa informação sobre a sífilis, ele era diabético e morreu de velhice mesmo, posso lhe garantir que ele possuía um caráter muito mais íntegro que qualquer desses presidentinhos que já tivemos aí com exceção do JK, já o Pedro I, esse sim certamente pode ter contraído sífilis, pois essa no caso seria uma doença a mais para a coleção enorme de doenças venéreas dele, há que se diferenciar o caráter de Pedro II e Pedro I... Não sei aonde tu obtives-te essa informação à respeito de Pedro II mas posso lhe garantir que ela não tem nenhum sentido pois ele era muito mais austríaco como a mãe, que foi uma excelente mulher e praticamente fez nossa Independência também, muito mal feita se comparada aquela dos EUA realmente concordo contigo nesse aspecto, mas fez, do que português como o pai, um homem valente que arriscou a vida pelo Brasil, mas moralmente degenerado e éticamente pior ainda...

Concordamos e discordamos, eis a verdadeira democracia ^^

Beijocas do conde Vlad para Monique e Sam :)))
Abraços do conde...