quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Feliz Ano Novo e reflexões nostálgicas ...

Ouvindo Radiohead, comendo uva, em um dia em que não se tem nada para fazer. Não se pode sair por causa do tempo. Chove, mas não faz frio. Ela nao quer ler, não porque não gosta, mas simplesmente porque não consegue, as palavras se embaralham e perdem o sentido. É muito caótico, ela não gosta de coisas assim. Geladeira cheia de guloseimas. Formiguinha nata, ela não sente vontade de comer. É tão estranho. Ela poderia escrever, reclamar. Da vida, dos pais, dos amigos, dos inimigos, dos professores, da política, das férias, da chuva, do mundo. Mas de que adiantaria se revoltar? De que adiantaria só falar, falar e falar?
Agir. Pensar. Falar nas horas certas. Chega um momento que isso passa a ser necessário, ou você acha que é. E então você começa a ser meio calculista. E como sempre, tem um para dizer isso, para esfregar na sua cara uma verdade que você não quer encarar. Sempre é assim.
Eu só fico pensando comigo mesma, quando se é criança, tudo é tão simples. Você acorda, escova os dentes, toma um banho, toma café da manhã, vai brincar, almoça, vai brincar, come alguma besteirinha (afinal, é uma  criança!), não janta (e os pais insistem para que você coma), toma banho, assiste televisão, toma um leite, escova os dentes e adormece outra vez. Você brinca. Você imagina 1001 possibilidades. Sonha com o improvável e com o impossível. E se é feliz, em meio a simplicidade, em meio a sua mentalidade infantil, em meio aos sorrisos verdadeiros e olhares cheio de brilho.
E o tempo passa assim, sem que você se dê conta. E você chega a adolescência, chega a idade adulta se lamentando, cheio de melancolia, e na maioria das vezes, em dias chuvosos, ouvindo uma música triste, para que tudo fique mais clichê.
Eu não sei bem se é assim, mas de qualquer forma, Feliz Ano Novo. :)


Pedido de ano novo: que as pessoas nunca percam suas capacidades de sonhar e a simplicidade necessária para serem felizes.

:)

8 comentários:

Kennedy ! disse...

Há tempos não lia uma súplica dsfarçada, gostei rs.

Dani Vieira disse...

Súplica disfaçada haushuahs

Poxa, que bom ^^

:D
:*

Daniel Savio disse...

Menina, por que não sonha com algo impossivel?

Eu também não sou mais criança, mas as vezes me deixo levar para este mundo infantil mais simples...

Fique com Deus, menina Dani Vieira.
Um abraço.

Mαrih Menezes; disse...

Eu realmente acho que minha vida de criança era realmente muito mais simples e feliz.
Gostei desse seu disparo, mas eu queria te pedir, Dani, que voce não perca a esperança.
Quem quer reviver seus sonhos e desejos consegue ser tão feliz quanto uma criança em sua inocencia.
Não perca a criança que existe em voce!
Beijos ;*

Dani Vieira disse...

Oi pessoal, às vezes bate um desânimo, as pessoas te julgam e você começa a pensar... Mas nunca perderei.

Beijos :*

PS: Obrigada por comentar.

Dennys Suidedos disse...

"Ouvindo Radiohead, comendo uva" Poderia estar tomando um vinho também né? Seria uma boa pedida! Adicionei seu site no meu querida. e Vou seguir aqui também! Súper beijo e se cuida! :*

AmeninaquecomeuoBono. disse...

Adorei o blog.Adorei a súplica disfarçada.kspaoskopaksopaks
Sério,continue assim.beijos.
Dá uma passada no meu blog se quizer.

Dani Vieira disse...

Darei sim.

Obrigada pessoal :)