terça-feira, 4 de agosto de 2009

Sou o que se chama de ser humano pacato. Ouço metal nos fones de ouvido, não ando com trajes mamãe-me-leve-pra-um-bordel e pago minhas contas em dia. Porém, mesmo que eu não dê motivos com frequência, as pessoas insistem em testar minha paciência.

Shopping. Lugar que detesto por ser um templo do consumo desenfreado. E não falo isso porque vou para lá sem dinheiro na maioria das vezes. É simplesmente irritante ver garotas suspirando por ver que um Ray-ban de R$ 300 está a R$ 250, uma pechincha. Me irrita também ver placas de Liquidações e 50% OFF e espécimes humanos disparando em uma tentativa patética de ver quem sai com maior número de sacolas.

Como este texto tem de ir a algum lugar, fui arrastada a este lugar infernal pela minha madrinha e prima de nove anos, que, apesar da pouca idade, mostra-se uma representante de peso da classe das peruas gastadeiras.

Foram à loja de roupa, compraram e disseram que iriam ao supermercado. Diante da minha recusa eminente, a dinda me deixou sentada no banco com as compras e a prima a tiracolo. Sem muita opção, fiquei respondendo torpedos das amigas. Ai começou a aperreação:

- Sam, posso mexer no celular?
- Não, eu tô mexendo agora. Depois te dou.
- Você é uma chata. Ei, tô com fome. Você tem comida? Ou dinheiro?
- Nenhum dos dois. Agora, senta aí quietinha e espera a dinda (minha madrinha).
- Não vou esperar porcaria nenhuma! Eu quero comer! Você é uma chata! Eu quero a minha vó! (sua avó é minha madrinha, só pra constar)

Cara, acho que Jó deve sentir orgulho de mim, onde quer que ele esteja. Depois deste showzinho prévio, minha prima começou a espernear, dizendo que queria comer, que eu era uma estúpida. Bom, sou uma estúpida que sabe fingir muito bem que não conhece uma pessoa. Enquanto ela pulava na praça feito um macaco-prego, eu casualmente continuava teclando no celular.

Uns minutos depois, a garota se acalmou. Ainda bem, porque eu estava considerando a hipótese de lhe dar uns tapas.

Mas nada está perfeito. Nunca. Um cara sentou ao lado e ficou ouvindo aquelas músicas de corno do tipo porque você não fica comigo, meu céu é sem estrelas quando você não está...

Eu juro por Deus que, se meu namorado um dia cantar uma coisa dessas pra mim, ganha uma passagem só de ida para a Faixa de Gaza.

Pedi educadamente que diminuísse o volume. Ele diminuiu. Mas não entendeu que era apenas para diminuir. Perguntou meu nome, quantos anos tinha. Eu o ignorei. Céus, será que este mundo está tão do avesso para uma pessoa pensar que um pedido educado é uma cantada?

Uma meia hora depois, minha madrinha apareceu com um sundae de chocolate e monte de sacolas. Ainda bem que ela sabe que chocolate é capaz de elevar minha serotonina. Porque, se não subisse rápido, eu iria surtar. E seria bem pior do que os surtos consumistas à volta.

Quando cheguei em casa, meu pai reclamou que o arroz que fiz estava sem sal e o caldo do feijão, grosso demais. Aí fiquei brava. De verdade. E sabe do que ele me chamou? De estouradinha. Pavio curto. É mole ou quer mais?

Bom, por hoje chega. Reclamei tanto que a garganta até secou. Beijo e só me liga se for pra chutar bumbum do pagodeiro do shopping*

*porque eu também sou filha de Deus e tenho vontade de dar uns pontapés nestes idiotas metidos a pseudo-galãs.

15 comentários:

Ph! disse...

Nossa moça braba! rsrs
Odeo shopping pelo simples motivo de que as pessoas não decidem pra que lado vão. Não tem direção do transito do shopping =/ Odeio que esbarrem em mim!!

Mαrih ♪ disse...

SHAUSHASUHASUHASU'
Sam, adorei teu texto, sério. Paciência é uma coisa que dependendo do dia, simplesmente não existe ;X
Me identifiquei com uma coisa sua -amo rock. Não ouço no último volume porque minha família tem tendências a surdez, mas ouço desde heavy metal até punk rock, juro. E minhas amigas me acham loka.
Tipow, eu gosto de shopping, e o maior motivo na verdade é a distração que ele causa, que me permite sair com amigos, ver vitrines e falar besteira, principalmente. Comprar uma blusinha é legal, agora depender dela para ser feliz é algo completamente diferente.
Faça um favor por mim - coloque a cabeça da sua prima num vaso sanitário. Crianças tem a fórmula mágica para irritar, não?
Sem mais demora, beijos e aguardo novos textos nesse blog que, sem dúvida, me faz sorrir :)

p.s.: quem arrumou o layout disso aqui?

Daniel Savio disse...

Aff, tem dia que parece que é para testa a poucoa paciência que no resta...

Mais um sundae apenas?!

Penso que você merecia mais um pouco...

Fiquem com Deus, menina Sam e galera.
Um abraço.

g.a.c.s:. disse...

hahaha, gostei do texto, bem sincero.

Crianças mimadas são irritantes, mas o que se há de fazer...

Gosto de shoppings, mas verdadeiramente, por conta dos cinemas, sou cinéfilo =p, qdo vou me sinto num deserto de abutres e pqnos corvos qrendo um pedaço de mim... =s

nica ~ disse...

isudohfaioshdfuiasdf haaaaa, também odeio cantadas idiotas....

Crispi. disse...

Cara, eu DETESTO essa gente que nos obriga a ouvir o que eles estão ouvindo. Existe fone de ouvido, caramba (Y).
E ops, será que eu não sou um ser pacato,pq eu não pago minhas contas em dia? ;x haha
Beijos!

fazdeconta.com disse...

Crianças mimadas me irritam, coitada de vc ter que aguentar ela... :S

E aaaaa /Poluição sonora é mesmo uma chatice.

Ps: adoro esse blog, sempre que posso dou uma passadinha pra ler... vcs são pessoas inteligentes e escrevem bem...parabéns :D

Marcel Hartmann disse...

Paulo Coelho fez uma lista com as piores coisas da sociedade atual, e entre elas, tá o fato de ser um absurdo a gnt não poder olhar pra outras pessoas no ônibus sem que pareça uma cantada. Não foi o teu caso, mas vc pegou o espírito da coisa.

Byers disse...

Sábio foi quem setenciou que a infância é o ensaio da vida adulta!


Já sabe a prima que terá em um futuro não muito distante.


:)

exoticlic.com disse...

gente eu odeio shopping tbm, só da paty histerica por roupas de amrca e aqueles playboyzinho metido a mano a surfista etc.... ECAAAAAAAA

Holly Christie disse...

AOIEHAOEHIAOIEHAIOHEAOHIE



euri.com


:*

Jeferson Assis disse...

Olá, tudo bem com cada de vcs? Olha, estou passando pra dizer que em meu blog [HTTP://BLOGDOJECO.BLOGSPOT.COM/] têm um selo pro Disparos Mentais.

Caso aceite-o, repasse a outros 6 blogs que vocês curtem.

Abraços.

Yuri Kayel disse...

O homem é uma piada sangrenta e complexa. Ele é grotesco... e mordaz.

- Bertolt Brecht

Giovanna disse...

SKAOSKAOKSAOKSAOKSAO adooorei isso xDDD~ e odeio esses caras que nem conhecem e ficam fazendo perguntas idiotas ¬¬ haha

Agatha Drica disse...

Criança pequena já não é lá muito legal, mimada então... nem se fala! Mas por outro lado você ganhou um sorvete né! Legal o "desabafo" e também não gosto dessas pessoas que ficam cantando alto na rua, ainda mais música ruim, mas as vezes é até engraçado. hehe

Abraço e se puder passa lá no meu blog -> http://quandoeucaidanave.blogspot.com/