sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Calcinhas no judô

O assunto é totalmente aleatório, minha gente. Fato é que faço judô a quase três anos e a quase três anos convivo com o mesmo problema: a discriminação que as meninas judocas sofrem.

Os caras não entendem que nós não fazemos judô para ver "tanquinhos" ou "peitorais". Nós fazemos judô pela filosofia oriental, pela beleza do esporte. Lembro que certa vez, quando disse a um amigo meu que teria de sair do msn para treinar, ele me disse maliciosamente: "Se você cair, pede um beijinho pro seu adversário, judô tem destas coisas, né?"

Não senhor, judô não tem dessas coisas. Nós treinamos sério, não ficamos caindo de bobeira. Hematomas, dores musculares  e duas horas de treino por dia não são em vão.

Outro episódio ridículo que salientou este preconceito foi no campeonato estadual deste ano. Quando eu estava para entrar no tatame, veio um menino e disse:
- O que você tá fazendo aqui?

Vontade de socar, verdade seja dita. Tudo bem, fui educada.
- Vim lutar, óbvio.
-Olha, se eu fosse você, ia embora agora que ainda dá tempo. Sabe como é, menina e judô não combinam muito...
- Meu filho, o que não combina muito é esse seu machismo mega ultrapassado. Beijo-até-nunca.

Tá, eu sei que perdi a linha. Mas, pelo amor de Deus! Em pleno século 21 encontrar um neandertal que pense assim é o fim do caminho! Depois de tantas vitórias femininas em campeonatos mundiais, medalha de bronze nas olimpíadas e tudo o mais, como ele ainda tem coragem de me dizer isso?

Chega, chega que eu já falei demais. Mas, que fiquei clareo: se algum pokemon vier me dizer de novo que eu não devia fazer judô "porque não é coisa de mulher", não garanto que não irei dar uma da Amy Winehouse.

10 comentários:

Jhon Bertonie disse...

Concordo contigo. Deixemos o machismo no século XX ou XIX, porque estamos no 3º milênio da história, e é inacreditável que ainda existam ultrapassados que o praticam.
Beijos, Joana, e continue no Judô para mostrar do que uma mulher no tatame é capaz

Joana disse...

PS: Bertonie, não fui eu que escrevi esse post^^
Que alias, é uma otima reclamação!
Da proxima descriminação que receber, aplique um golpe no retardado!
=D
Beijo~

Sam disse...

Ahh, valeu gente *---*

♥Thályta Kutcher♥ disse...

Se eu fosse vc daria um golpe certeiro bem na cara dele e depois perguntaria:" E aí, a menina aki leva jeito?" ahuahauahauha
para mostrar que mulher de sexo frágil não tem nada... bjoss e adorei o blog de ocês!

Cínico disse...

Cara, bem legal o texto... ainda sou novo no universo blogueiro... acompanharei o blog.

Monique Lôbo disse...

Oi Sam, concordo com você, nessa altura do campeonato existir esse tipo de machismo idiota é o cumulo!!
Mas sinceramente, você fez o certo, deu uma boa resposta e ignorou o idiota! É assim que tem que ser, deixa eles pra lá, agora se encher muito o saco, deixa baixar a Amy mesmo!
rsrs!!

Bjãoo

Nine disse...

Oi..sou novinha por aqui mais de uma coisa tenho certeza..quando gostamos do que fazemos a palavra de pessoas ridiculas não mudará em nada !!

Feliz 2009 bsj Nine

Daniel disse...

Thiago,
Feliz 2009!
Beijos de Londres
Daniel
www.sembolso.blogspot.com

Thiago L. disse...


Oh meu deus, o que é isso?

Sam disse...

Oh my God! Pornografia no blog :O
(hahahaha)
Tá, eu ainda tô dando risada. XDD